19
Dez 08
publicado por Alexandre Veloso, às 12:58
editado por Fábio Matos Cruz às 18:18link do post | comentar

Morreu ontem Mark Felt, o homem que ficou mundialmente conhecido como o "Garganta Funda".

Felt foi um dos grandes responsáveis pela queda do presidente Richard Nixon, durante o caso Watergate. Durante 1972 e 1973, Felt exercia o cargo de Subdirector do FBI, mas nem isso o impediu de fazer o que achou que fosse o mais correcto: contar a um jovem jornalista, Bob Woodward, do jornal "Washington Post", o envolvimento do Presidente americano no processo de escutas telefónicas na sede do Partido Democrata, que ficava no edíficio Watergate.

Woodward tinha prometido nunca revelar o nome da sua fonte, mas foi o próprio Felt, em 2005, a revelar que tinha sido ele a dar as informações ao jornalista.

Mark Felt, que morreu com 95 anos, será lembrado como um exemplo de integridade moral e nobreza de carácter. Foi um homem de valores éticos inquestionáveis e que muito contribuiu  com o seus actos para a tentativa de moralização da actividade política.

O que é pena é que moralidade seja ainda uma palavra de significado imcompreensível para muitos políticos.

 


Ler
pesquisar neste blog
 
arquivos
blogs SAPO