23
Dez 08
publicado por Simão Martins, às 03:08link do post | comentar

 

Bento XVI não tem dúvidas: salvar a humanidade da homossexualidade ou de comportamentos homossexuais é tão importante como salvar as florestas da destruição.

 

Para salvar a humanidade era necessário, primeiro que tudo, suprimir grande parte dos dogmas em que assenta a Igreja Católica. Depois, remodelava-se um bocado a Bíblia e o filho pródigo já podia voltar a casa porque o seu pai conseguia compreender que a homossexualidade não é, como muitos pensam, uma doença. Modernizando ainda mais a coisa, até era capaz de nem ficar mal uma Virgem Maria que tivesse ido a um banco de esperma buscar a "semente sagrada" que viria a dar origem ao menino Jesus.

 

Agora a sério, as florestas que se fodam. Enquanto houver gente a pensar assim, mais depressa acabam as pessoas que as árvores.

 

Bom Natal.


excelente post, infeliz Bento XVI. Este tipo de declarações só afastam os jovens da igreja. Até parece que estamos no século XIX, enfim.
Leonel Gomes a 23 de Dezembro de 2008 às 20:13

Ler
pesquisar neste blog
 
arquivos
blogs SAPO