23
Jan 09
publicado por André Pereira, às 13:36link do post | comentar

Voltou hoje a ser chumbado no parlamento um projecto para suspender a avaliação dos professores. Desta feita do CDS-PP. Até quando vamos insistir em contribuír para o descrédito do país e do parlamento? O que se passa é que uma classe profissional não quer ser avaliada. É preciso ter coragem para dizer a verdade. O estatuto não é perfeito, a ministra não é perfeita, mas meus caros que propõem os sindicatos para a avaliação? Auto- Avaliação. A partir daqui estamos conversados sobre os motivos de tantas greves e desilusão profissional.

Repare-se nisto: os alunos agora, imagine-se, boicotavam todos as aulas, visto quererem auto-avaliação e não ser avaliados pelos professores. Absurdo não? Mas é isto mesmo que os professores querem para si.

O Ministério já reduziu o estatuto ao mínimo e mesmo assim os sindicatos mostram-se arrogantes e intransigentes na luta pelo seu objectivo: manter interesses instalados.

Há escolas onde os professores adaptaram o modelo e estão a segui-lo, sem problemas, e com resultados satisfatórios.

Já não tenho paciência para tanto corporativismo barato, para tanta vontade de manter o tacho. Portugal tem muitos problemas, mas um dos maiores é sem dúvida a mentalidade retrógrada de muita gente. Eu manifestava-me, sim. Mas contra os professores.


Ler
pesquisar neste blog
 
arquivos
blogs SAPO