18
Mai 09
publicado por Simão Martins, às 20:56link do post | comentar

Paulo Rangel até andava a escrever por linhas mais direitas. Com a proposta Vasco da Gama mostrou que sabe idealizar políticas e espero que esta se concretize. No que toca a preservativos, a coisa já é mais complicada.

 

Rangel diz que neste momento não é uma questão positiva, esta da distribuição de preservativos nas escolas. Isto explica-se em poucas palavras: vê-se que o líder parlamentar do PSD e candidato às eleições europeias nunca apanhou uma doença sexualmente transmissível (que o preservativo impediria); não tem noção das idades a que hoje em dia se inicia a vida sexual; nunca engravidou uma namorada durante a adolescência e casos desses conheço muitos - demasiados até.

 

Como não podemos dizer a miúdos de quinze anos que não podem ter relações sexuais, devemos antes ajudá-los a fazê-lo da forma mais segura. E é bem mais fácil distribuí-los que obrigá-los a irem comprá-los à farmácia.  


Ler
pesquisar neste blog
 
arquivos
blogs SAPO