16
Dez 08
publicado por André Pereira, às 21:14
editado por Fábio Matos Cruz às 21:41link do post | comentar

Confirma-se o que há muito se sabia: O PSD confirmou a candidatura de Santana Lopes à Câmara de Lisboa. Santana é totalmente o oposto de tudo aquilo que Manuela Ferreira Leite defende. Passa a vida a falar de seriedade e depois escolhe Santana para Lisboa? Só se Lisboa não tem importância e é diferente do resto do país. Nem coragem a líder laranja teve para ser ela a anunciar a candidatura. É isto seriedade, certo? Manuela acaba de dar o último tiro na sua já cadavérica imagem. É esta senhora que pretende vencer as eleições no próximo ano?

Só há uma explicação para esta decisão: a necessidade de entreter Pedro Santana Lopes para que não seja mais um a fazer barulho e a contestar o lugar da líder (?).

Manuela é uma líder politicamente morta. O maior cego é aquele que não quer ver.


Não consigo perceber-te, quando a mulher não fala é porque não tem vocação para a política, quando toma uma medida, é uma "líder politicamente morta". Já agora, quem poderia ser o candidato do PSD, para a câmara de Lisboa ? indica-me um nome? Convém recordar que Santana Lopes, apresentou obra em Lisboa, em menos tempo, do que por exemplo, João Soares. Saudações
Leonel Gomes a 16 de Dezembro de 2008 às 22:18

"Bem prega Frei Tomás: faz o que ele diz não faças o que ele faz"

Não sei porquê tal afirmação me faz lembrar muito muito muito vagamente a "Dama de Ferro" laranjinha. O Camilo teve um papel qualquer num programa de comédia na SIC em que dizia sempre "organização é que é preciso". Vê-se mesmo que a Manuela e restantes compinchas não era adeptos das risadas que o Camilo proporcionava ahaha

É bem sócio cativo! :D
Juvenal Meireles a 16 de Dezembro de 2008 às 23:06

Numa situação destas não cabe ao líder do partido anunciar os candidatos? Nomes? Fernando Seara, Paula Teixeira da Cruz, etc, etc. Até Pedro Passos Coelho seria melhor candidato. Em Outubro os resultados vão falar por si.
André Pereira a 16 de Dezembro de 2008 às 23:19

Santana Lopes é um "sempre-em-pé". Podemos esmurrá-lo, que ele há-de voltar sempre, nunca cai realmente. Num certo sentido, é dos políticos que mais dá nas vistas em Portugal. Pena que pela negativa.

Em relação a Manuela Ferreira Leite: numa discussão sobre a possibilidade de criação de um novo partido por causa de Alegre, considerei impossível que a líder do PSD arrebatasse a vitória nas legislativas do próximo ano. Isto porque mesmo o PS perdendo votos com um reforço à esquerda (a criação do tal novo partido) os portugueses nunca votariam PSD; não por não serem do PSD, mas por terem à frente do partido uma mulher incapaz de agir e de se movimentar politicamente. SIM, Manuela Ferreira Leite é um cadáver político. E um cadáver já em alto grau de deterioração.

Para fazer frente a Sócrates, como dizia João Pereira Coutinho no Expresso deste sábado, só mesmo o próprio Sócrates.
Simão Martins a 17 de Dezembro de 2008 às 00:59

"tudo aquilo que Manuela Ferreira Leite defende".

Mas o que defende afinal Manuela Ferreira Leite?
Alguém sabe?
Alguém lhe conhece uma ideia estruturada e estruturante?
Alguém já ouviu qual o objectivo que tem para o país?
Que país pretende ela criar?
Nada. É um imenso deserto de ideias.
Razão tem o João Pedro Pais: "não dizes nada... ficas calada... tu não sabes nada... nada de nada...".

Quanto a Pedro Santana Lopes, o pior é que se a esquerda fizer asneira da grossa (como João Soares fez há uns anos) ele até pode ganhar as eleições para a CML.
lisboa a 17 de Dezembro de 2008 às 02:41

Ler
pesquisar neste blog
 
arquivos
blogs SAPO